Entenda os riscos de usar um software pirata na sua empresa!

Com os avanços da tecnologia, o uso de programas e softwares no ambiente corporativo se faz cada vez mais presente e necessário. Afinal, investir em tecnologia garante mais eficiência e melhores resultados. Porém, se você faz uso de software pirata pode colocar tudo a perder.

Muitas pessoas podem até não dar a devida importância, mas estamos falando de algo sério. Pirataria de softaware é crime, um ato ilegal que pode trazer prejuízos ao seu negócio, seja pela segurança dos dados ou pelo baixo desempenho dos computadores. Sem falar em punições com base na lei, que podem ir de multas a condenações.

Quer saber mais e se prevenir de maiores problemas? Então confira o conteúdo que preparamos sobre os riscos da instalação de software pirata. 

CONTRATE AGORA UM SEGURO PARA RISCOS CIBERNÉTICOS E MANTENHA A SUA EMPRESA SEGURA

Leia também: Como proteger sua empresa dos ataques de Engenharia Social em 5 etapas

Quais são os riscos de um software pirata?

Primeiramente, vamos resumir o que seria a pirataria de software. Ela ocorre quando se copia ou distribui softwares ilegalmente sem ser o proprietário ou ter os direitos legais. 

Dessa forma, se você não tiver o legítimo licenciamento está fazendo, portanto, pirataria ao copiar software para diversos computadores ou distribuí-lo para várias pessoas.

Para se ter ideia, a pirataria tem se tornado um problema crescente e, mais de um quarto dos softwares instalados mundialmente são, na verdade, pirateados. É o que aponta a Pesquisa Global de Software. Preocupante, né? Ainda mais se tratando de uma prática contra a lei!

Sabendo disso, vamos detalhar quais seriam os principais riscos de abrir portas para a pirataria na sua empresa. 

1 - Vulnerabilidade a ataques cibernéticos

Instalar software pirata deixa a sua empresa mais propensa a sofrer ataques cibernéticos. Pois caso você não saiba, os softwares ilegais podem conter 

malware, que infecta um computador após o download. 

Portanto, ao instalar um software pirata, a sua rede e os dados da empresa estarão em risco. 

Outro problema de recorrer à pirataria é de sofrer um ataque de negação de serviço (DDoS). Neste caso, as consequências podem ser ainda mais sérias, como:

  • Dar acesso a pessoas mal-intencionadas de informações financeiras e confidenciais, 
  • Vazamento de transações e registros pessoais dos clientes;
  • Ter seus dados destruídos.

2 - Descumprimento de obrigações legais e multas

A propriedade intelectual é protegida por leis que garantem os direitos das empresas desenvolvedoras. Portanto, o uso de software pirata viola essas leis. No Brasil, a Lei 9.609/1998 protege a propriedade intelectual.

Caso você viole essa lei fazendo uso de software pirata, por exemplo, saiba que estará sujeito a pagar multa de até 10 vezes o valor original do software. 

Além disso, a violação destes direitos autorais ainda pode levar à prisão de seis meses a dois anos. 

Já a pena pode ser de até 4 anos de prisão e multa se um software não licenciado for comercializado por você.

Por isso, será que vale a pena arriscar tanto? E tem mais: a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), por exemplo, prevê a penalização de empresas que colocarem dados pessoais de clientes em risco. Neste caso, as multas podem chegar a R$ 50 milhões ou 2% do faturamento da empresa.

3 - Software pirata fica desatualizado e com desempenho ruim

Ao escolher o caminho da pirataria, além dos problemas que citamos acima, você terá, em pouco tempo de uso, um software desatualizado. Isso porque o software pirata não tem atualizações. Sem isso, torna-se inseguro e com performance ruim. 

Portanto, além de uma versão desatualizada, o computador terá ainda uma queda do seu desempenho. 

É comum ocorrerem falhas inesperadas ou até mesmo

total interrupção da aplicação. Por isso, para evitar perda de produtividade da equipe e bugs inesperados instale softwares originais.

Outro ponto importante é que o software não licenciado não terá nenhum tipo de garantia. Ou seja, se falhar, terá que ser substituído. 

Já com o software original você tem acesso ao suporte ou substituição do mesmo.

4 -  Não coloque a credibilidade da sua empresa em jogo

Por fim, e não menos importante, fazer uso de software pirata pode afetar diretamente a credibilidade do seu negócio. Afinal, empresas parceiras, clientes e potenciais clientes não vão gostar de saber que seus dados não estão seguros. 

Concorda que as consequências colocam em risco a continuidade da empresa? Difícil encontrar alguém que se sinta confortável em apostar numa empresa que utiliza softwares não licenciados. Aceitar isso seria estar diariamente exposto ao risco de ataques cibernéticos e tudo mais que já ressaltamos aqui.

Leia também: 5 dicas para manter a segurança cibernética da sua empresa

Escolha sempre softwares originais e proteja-se de ataques cibernéticos

Ficou claro então que o uso de softwares em ambientes corporativos precisa ser feito com a obtenção de licenças, certo? No caso de uma fiscalização, também é bom ter notas fiscais ou contratos que comprovem a compra destes softwares. 

Porém, mesmo que todos seus softwares não sejam piratas, a sua empresa ainda pode ser vítima de ataques cibernéticos. Para evitar maiores problemas e prejuízos financeiros, um seguro de proteção digital é o mais indicado.

Assim, o seu negócio fica coberto em caso de multas da LGPD, além dos custos com responsabilidade civil decorrentes de vazamento e violação de dados, e muito mais vantagens que você pode se informar com a equipe especializada da NV Seguros Digitais.

Contudo, é importante saber que o seguro não cobre nenhum prejuízo quando se trata de software pirata. Portanto, instale os seus softwares originais e nos procure para aumentarmos a segurança digital da sua empresa!

Agende agora uma conversa e saiba tudo que temos para oferecer à sua empresa.

E fique por dentro de mais dicas como essa aqui no nosso blog!